Sorteio da camiseta

25/03/2011

Veja mais um ganhador que preencheu o teste “Você dá as costas ao perigo?” o Marcio Evangelista.

Ele é técnico de Segurança do Trabalho em Itupeva- SP.  Parabéns Marcio!

Sorteio de camisetas

06/12/2010

Parabéns a Luciano Antonio Ferraz e Sheila Prates, que preencheram o teste “Você dá as costas ao perigo?” e foram sorteados.

Foto de Luciano, sorteado da campanha

Luciano Antônio Ferraz

Os ganhadores, ele, residente na cidade de Sete Lagoas – MG e ela, daqui de Ribeirão Preto, ao se avaliarem sobre possíveis riscos nas atividades que fazem todo dia, ganharam a camiseta da campanha. Essa é a camiseta que, além de bonita, também adverte as pessoas: “Cuidado, sua coluna é frágil!”.

Aguardamos os próximos sorteios! Quem sabe o próximo sorteado é VOCÊ?!

Equipe Coluna Frágil

A música da campanha

04/11/2010

Para todos que perguntaram sobre a música da campanha, Rony Neves, da Abelha Rainha Comunicação Real, informa:

A música utilizada na Campanha “Cuidado sua coluna é frágil” é de autoria e produção da Toka Produtora (www.tokaprodutora.com.br). Voz de Camila Zambianchi.

A tradução ao pé da letra fica sem sentido pois foi feita em linguagem poética. O sentido geral é esclarecer a importância dos cuidados para prevenção de acidentes na coluna e valorizar a segurança necessária para evitá-los. Segue a tradução:

“Sinto a cura no meu pescoço/Sinto a segurança nos meus braços/Eu encontro os valores/Isso me faz forte/ Eu acho que se paralisará./Vê?”

Não é difícil encontrar o estilo dessa música em bandas como Evanescence. É um estilo forte, que fala sobre sofrimento, mas também fala sobre esperança, perseverança e superação (vejam, por exemplo, a música My Immortal).

Equipe Coluna Frágil

Participe, divulgue a campanha e evite o risco.

11/08/2010

Participar desta campanha significa evitar os riscos do dia-a-dia, sem deixar de realizar as atividades, e passar a mensagem contra o trauma raquimedular para todos que você conhece. Sem dúvida, muitas pessoas se colocam diante do perigo, sem ao menos perceber.